bagdad-cafe-grande O filme de 1987 “Bagdad Café” relata a história de uma relação improvável entre Jasmin e Brenda duas mulheres completamente diferentes que decidem transformar um local desolado num café acolhedor.

 

Bagdad Café: uma relação improvável

Tudo começa quando Jasmin Münchgstettner, uma turista alemã de Rosenheim, tem uma zanga com o marido. Num cenário doméstico, a situação seria fácil de resolver e considerada peculiar. A questão é que o casal se encontra em pleno deserto a conduzir um automóvel.

A meio da discussão, Jasmin sai do carro e procura abrigo numa paragem de camiões no deserto. Este posto de paragem é gerido por Brenda, uma mulher de temperamento forte que acaba de ter a sua própria discussão conjugal. O seu marido está prestes a deixá-la.

Entretanto, perdida no deserto, Jasmin pede um quarto no motel ao lado da paragem de camiões. Inicialmente desconfiada da estrangeira alemã, Brenda acaba por se tornar amiga de Jasmin e oferece-lhe emprego no café da paragem. A partir daqui, inicia-se uma relação de amizade entre as duas.

O café é visitado por uma variedade de personagens, incluindo um misterioso pintor de cenários de Hollywood, um tatuador glamoroso e o filho de Brenda que toca Bach no piano.

Com uma habilidade para simpatizar todas as pessoas que conhece no café e uma paixão para limpar e executar truques de magia, Jasmin transforma gradualmente o café e todas as pessoas que o frequentam.

A história de uma mulher que encontra o pior motel do mundo e vê nele a oportunidade de uma vida.