julielondon_grande Julie London ajustou “Black Coffee” ao estilo jazz dos anos 50 e 60. Com uma assinatura vocal única, Julie London gravou, ao longo da sua carreira, 32 álbuns e participou em vários filmes de sucesso.

 

Black Coffee: o toque de Julie London

A canção “Black Coffee” – escrita por Sonny Burke – foi interpretada pela primeira vez por sara Vaughan, em 1948. Já nesta altura do pós-guerra a canção chegou aos primeiros lugares da tabela na Columbia.

Nos anos que se seguiram, foram lançadas novas covers da música pelas vozes de outras artistas. Entre elas, será para sempre lembrada a cover de Julie London que – pegando no êxito dos anos 40 – deu o seu próprio toque de jazz e elegância.

Julie London – nome artístico de Gayle Peck – estreou-se no mundo do cinema nos anos 40, muito antes de se tornar famosa como cantora. Porém, foi em grande parte graças a essa carreira cinematográfica que talhou o seu próprio caminho musical.

De cabelos loiros e uma beleza singular, Julie atuou em mais de 20 filmes de sucesso e estreou-see, em 1955, com o álbum Julie Is Her Name. Com uma voz sensual marcante, foi a primeira intérprete de Cry Me a River e considerada, entre 1955 e 57, a melhor cantora dos EUA pela revista Billboard.