the-ink-spots-grande Em 1941, os The Ink Spots gravavam “Java Jive“. O grupo foi formado na década de 30 e a sua música serviu de inspiração para os percursores do Rythim and Blues e do Rock and Roll.

 

“Java Jive” e a história de sucesso dos Ink Spots

Café, chá e Java Jive são a combinação perfeita. Quem o diz são os The Ink Spots no clássico de 1940, “Java Jive“. O grupo foi pioneiro e é considerado  como uma das principais referências de muitos outros artistas que surgiram nos anos que se sucederam.

Em 1989, os Ink Spots deixaram a sua marca no Rock and Roll Hall of Fame. O movimento em torno do grupo foi tão grande que surgiram outros que resolveram adotar o mesmo nome da formação original. A banda manteve-se no ativo durante 20 anos e a sua carreira durou entre 1934 e 1954. É frequente encontrarmos que se auto-dominam com a segunda ou a terceira geração de Ink Spots.

Numa altura em que as questões raciais eram ainda uma questão importante da sociedade, os Ink Spots conseguiram chegar tanto à comunidade negra como a comunidade branca. O sucesso fez com que saltassem para o grande ecrã e participassem em dois filmes. O primeiro, em 1941, chamava-se “The Great American Broadcast” e contava como a participação de Alice Faye e John Payne. Uma ano depois foram convidados para se juntarem ao elenco de “Pardon My Sarong“.

Com o passar dos anos, a banda conheceu várias formações, no entanto os Ink Spots mereceram sempre um lugar de destaque na cultura popular. A prova disso é a utilização das suas músicas em filmes documentários e videojogos.

Descarregue já o “Java Jive” e abane o pé ao som desta música icónica de 1940. Deixe-se levar para outros tempos e reviva a épocas temporalmente longínquas.