mulholand dr-grande David Lynch é provavelmente o cineasta que mais gosta de café. A bebida tem desempenhado um papel importante em vários dos seus filmes. Em “Mulholland Dr.“, Angelo Badalamenti cria uma cena de suspense onde um simples café se torna num momento extremamente tenso.

 

Mulholland Dr. : suspense em Hollywood

A história começa quando uma mulher é atacada por um assassino profissional. Por sorte, ambos sofrem um acidente de carro na Avenida Mulholland em Hollywood e apenas a mulher sobrevive. Após andar até Los Angeles, entra num apartamento recentemente desocupado por uma mulher ruiva.

Betty Elms, aspirante a atriz, chega ao apartamento e encontra a morena, percebendo que está com amnésia. Sem memória, a mulher adota o nome de “Rita” e decide investigar o conteúdo da sua carteira para procurar pistas: encontra uma grande quantia de dinheiro e uma chave azul.

Entretanto, num café, um homem conta ao amigo um pesadelo que teve: um monstro escondido dentro do café. Os dois decidem investigar e descobrem uma terrível criatura.

Por fim, é introduzida a história de Adam Kesher, um realizador de cinema, que está a ser pressionado pela máfia a contratar Camilla Rhodes como protagonista do seu próximo filme. A questão é que Camilla não é sequer conhecida. Após dar um “não” aos mafiosos, Adam regressa a casa e encontra a mulher a ter um caso com outro homem.

Um filme que mistura vidas e avança a um ritmo alucinante, envolvendo o espectador numa teia de suspense.